(RE)encontro com Fernando Mungioli

As convergências da arquitetura e da arte, com Fernando Mungioli da Revista Projeto

Fernando Mungioli é publisher da Arcoweb e editor da revista Projeto. Está entre os jornalistas especializados em arquitetura mais respeitados do país e é profundo conhecedor do legado arquitetônico brasileiro.

Em janeiro, tivemos o imenso prazer de prestigiar sua companhia em um (re)encontro que reuniu arquitetos, designers, parceiros e amigos em uma intimista e criativa conversa no Foyer Poema.

Na pauta, um bate-papo profundo e conceitual sobre a convergência de arquitetura, arte e incorporação e o cenário futuro de mercado. Arquitetura, afinal, é arte? A gente acredita que sim!

Fernando lembrou palavras do renomado arquiteto americano Lance Hosey em artigo ao Huffington Post. Você pode ler o artigo na íntegra AQUI e trechos destacados abaixo.

[…]

Os leitores do Huffington Post não estão sozinhos nisso, é claro. “Arquitetura é arte, nada mais”, declarou Philip Johnson, opinião apoiada pelo Pritzker Richard Meier, que afirmou que a arquitetura é, de fato, “a maior de todas as artes.” Em 2011, o Presidente Obama observou que a arquitetura, em seu melhor, se torna “uma obra de arte por onde podemos nos mover e onde podemos viver”, e a Bienal de Arquitetura de Chicago, que permaneceu aberta de outubro de 2015 até janeiro deste ano, tinha como tema “O estado da arte da Arquitetura”.

[…]

“PAREM de confundir arquitetura e arte”, pediu Patrik Schumacher, sócio de Zaha Hadid, em sua página no Facebook em 2014. “Arquitetos são responsáveis pela FORMA do ambiente construído, não seu conteúdo… Arquitetura NÃO É ARTE, embora a FORMA seja nossa contribuição específica para a evolução da sociedade. Precisamos compreender como novas formas podem fazer a diferença no progresso da civilização.”

Schumacher expõe o conceito mais comum entre os arquitetos. Afirmamos que “novas formas” beneficiam “a evolução da sociedade” e “o progresso da civilização”, embora raramente expliquemos como isso acontece. Ironicamente, os arquitetos mais celebrados têm, na realidade, feito uso de geometrias cada vez mais exóticas para o objetivo oposto – transmitir seus interesses pessoais.

[…]

E é exatamente por isso que a arquitetura é considerada arte. “No mundo ocidental”, escreve Priscilla Frank, editora de Arte e Cultura do Huffington Post, “arte e auto-expressão são frequentemente pensadas lado a lado” About.com, supostamente a “maior fonte de conteúdo especializado em arte na internet”, corrobora esta afirmação: “Arte trata, frequentemente, de auto-expressão”. PBS concorda: “A essência da arte é se expressar.”

Fonte: Archdaily